Um dos maiores pesadelos para um profissional de RH é perder bons colaboradores que tinham fit cultural com sua empresa. Assim, a discussão sobre o impacto da valorização dos funcionários se faz extremamente importante

Em meio a um crescimento exponencial, é fácil acabar afogado em tarefas que desviam sua atenção da parte que de fato põe o seu negócio para rodar: os funcionários.

Naturalmente, aos poucos surgem os sintomas dessa desorganização, como baixo desempenho e custosos turnovers para a empresa.

Grande parte dos bons resultados começa em colaboradores felizes. Colaboradores que se enxergam – ao menos parcialmente – como responsáveis pelo desenvolvimento da empresa.

Mas o que os impedem de se sentirem assim?

Pense na valorização de funcionários

Pense, por um momento, em um dos seus funcionários. Imaginemos um dos seus responsáveis por vendas. Agora, vamos supor que ele tenha passado por uma semana difícil, tendo que cobrir parte da meta de um funcionário que saiu da empresa recentemente.

Então, quando perguntou para o supervisor sobre possíveis caminhos da sua carreira na empresa, recebeu uma resposta curta e rasa. Por fim, esperou quase uma hora para falar com o seu gestor sobre uma expectativa em relação ao seu salário, acabando por não receber nenhuma previsão de aumento.

Ficou mais claro visualizar possíveis problemas? Esse cenário é bem mais recorrente do que gostaríamos de admitir.

Portanto, sem mais delongas, vamos apresentar os 7 possíveis sinais de que sua empresa não trabalha na valorização de funcionários:

1. Não se sentir escutado

Um dos principais – senão o principal – problema para um funcionário é sentir que a empresa não leva em consideração o que ele diz. São inúmeros os casos de pessoas que relatam sentir que não tem um papel relevante na empresa, nem que suas colocações tem valor.

2. Estresse no ambiente de trabalho

O estresse no trabalho é, com certeza, uma das principais causas da insatisfação de funcionários.

Trabalhar num local onde colaboradores estão constantemente sendo cobrados para desempenharem várias funções diferentes e, ao mesmo tempo, recebem constantemente críticas, é um ótimo exemplo de como desestimulá-los.

É preciso promover uma cultura de bem estar no trabalho.

3. Falta de engajamento

Não se sentir parte de uma equipe é um grande desapontamento para os funcionários. Não é atípico circularem queixas sobre colegas de trabalho ou falta de colaboração do time na realização de um projeto.

4. Omissão de opiniões

Frequentemente os colaboradores não se sentem confortáveis em dar sua opinião em relação a certas discussões. Não só eles, mas até mesmo líderes executivos de RH não sentem que suas colocações têm a mesma relevância que as vindas de outros cargos, como de CFOs.

5. Sem espaço para crescer

Outro grande problema que encontramos na hora de manter um funcionário é dar a ele uma visão de desenvolvimento na empresa. Não é aconselhável subestimar a importância de uma proposta de progressão na carreira.

6. Salário abaixo da média

Apesar de não ser, surpreendentemente, o principal fator de descontentamento de um colaborador, vale lembrar que ele tem sim um grande impacto na tomada de decisão sobre continuar em um emprego ou procurar por outro.

7. Ausência de treinamento

Por último, mas, com certeza, não menos importante, a inexistência de investimentos na qualificação de colaboradores traz grande impacto no sentimento de insatisfação.

Quando um trabalhador recebe algum tipo de treinamento, ele enxerga na empresa reais intenções de ajudá-lo. Auxiliá-lo, por exemplo, a se desenvolver não só em seu cargo atual, mas como profissional num geral.

Muitas vezes, a empresa não consegue lidar de forma eficiente com o seu crescimento, resultando em uma sobrecarga…

E ela, por sua vez, gera uma má estruturação interna, que tem como consequência a falta de valorização de funcionários.

Por isso, é preciso se atentar a esses fatores o quanto antes para evitar futuras perdas!

Alguma dúvida e/ou sugestão? Não hesite e comente na seção abaixo! Ficaremos felizes de conversar com você. 🙂

Tags: ,

Related Article

Social

INSTAGRAM

LINKEDIN