/ Para candidatos

Você chegou no limite: é hora de trocar de emprego

Mal acabou o fim de semana e você já está desanimado pensando na segunda feira? Quando você precisa acordar para ir ao trabalho, sente vontade de continuar na cama? Ou, até mesmo no caminho para sua empresa, você sente vontade de dar meia volta e ir embora? Esses são alguns sinais sérios de que você deveria considerar trocar de emprego.

Apesar de mudanças sempre significarem algum tipo de risco, às vezes você sente que chegou no seu limite e não há mais o que fazer para consertar isso. Não é raro ouvir casos de funcionários que tentaram de tudo para eliminarem sua insatisfação - de mudanças na sua rotina a conversas com seus líderes -  e nada pareceu surtir efeito.

Para te ajudar a descobrir se você está dentro desse grupo, a Talentbrand elaborou esse artigo sobre: como descobrir se é hora de trocar de emprego?

Devo mesmo trocar de emprego?

Antes de mais nada, é preciso pensar se é mesmo pertinente e realista da sua parte querer mudar de emprego. Numa economia enfraquecida e época de tensões políticas, sempre é bom ponderar cuidadosamente suas opções. Evidentemente, não é aconselhável sair de um emprego sem ter nenhuma perspectiva profissional, ainda mais se você já está há bastante ou, também, há pouco tempo nele.

Isso porque, se você já tem uma carreira relativamente estável, tomar caminhos muito arriscados podem gerar consequências inesperadas. Ou, no caso de você estar há pouco tempo na empresa, futuramente poderá se tornar um empecilho explicar a curta experiência para um recrutador. Mas, é claro, isso não quer dizer que você deva aguentar em silêncio uma rotina que te deprime.

É crucial reconhecer que sua motivação, saúde física e mental e satisfação pessoal impactam na sua produtividade, qualidade do que você produz e até na sua qualidade de vida. Portanto, se seu emprego faz você sentir que algum desses fatores - ou até todos eles! - está posto em risco, não hesite em pular para um plano B.

Seguem aqui alguns sinais de que você deve considerar para decidir trocar de emprego:

Você não enxerga objetivo no que faz

Um dos principais problemas de um funcionário insatisfeito é não conseguir mais ver qualquer fator positivo no que faz. Independente do projeto, não há nada que consiga efetivamente te motivar. A sua rotina é extremamente monótona ou exaustiva e você não vê a hora de sair do escritório. Se isso acontece com frequência, talvez seja um forte indício que você deva considerar mudar de emprego.

Você não se importa com a qualidade do que produz

Parecido com o item acima, a falta de preocupação em relação ao seu próprio serviço é sinal urgente de: pare agora mesmo ! Além de poder te prejudicar profissionalmente tanto na sua empresa quanto para futuros empregos, lembre-se de que isso pode também afetar toda a organização! Agora você pode até pensar “dane-se!”, mas - acredite -, de uma forma ou de outra, isso vai te prejudicar. Então, saia antes de se queimar!

Você vive pensando em desculpas para não trabalhar

Outro clássico! Já se pegou pensando: “posso falar que estou com uma gripe para entrar mais tarde e/ou faltar hoje!” ou “talvez se eu falar que estou com febre eu consiga emendar esse feriado”? Ou até, em casos mais extremos, chegou a desejar ficar doente só para não ir ao trabalho? É… Temos uma notícia para você: com certeza você precisa pensar em trocar de emprego!

Faltam incentivos para você se desenvolver

É comum, após um certo tempo de “casa” que seu desenvolvimento se estagne. Entretanto, se nada é feito para promover uma maior qualificação sua ou maiores desafios para sua carreira, sempre desconfie. A maioria dos colaboradores de uma organização deseja ter um plano de carreira sólido, não abdique disso se for importante para você.

Você não se identifica com a cultura da empresa

Esse item é muito subestimado hoje em dia! Apesar de parecer, a princípio, algo superficial, é preciso manter em mente que se você não acredita nos valores da sua empresa, consequentemente você não fará o que ela espera. Complementarmente, não haverão motivos para você desempenhar o que é preciso, já que você não acredita naquilo!

A convivência com seus colegas e líder(es) é horrível

Ficar cercado de pessoas que você não gosta já é algo ruim, mas ter que trabalhar com elas… É ainda pior! Um funcionário não se sentirá motivado a colaborar num trabalho em equipe se ele não se identifica com sua equipe. Similarmente, não escutará as recomendações de um líder em que não confia.

Você já propôs uma conversa com seu líder, e nada mudou

Um pouco menos comum, já que demanda uma certa dose de coragem do colaborador. Em alguns casos, os fatores de descontentamento podem ser mudados ao se ter uma boa conversa com um líder atencioso. Ele pode te oferecer alguns benefícios, bonificações ou soluções de curto, médio e longo prazo. Entretanto, se você já requisitou um diálogo e seu “superior” se mostrou intransigível ou até indiferente, é hora de abandonar esse barco furado.

Você sonha em ser demitido (!)

Item completamente auto explicativo, acho que é meio óbvio que se você sonha em ser demitido… É porque você passa longe de estar no emprego certo. Num emprego ideal, apesar de dias difíceis existirem, eles não são parte fixa do seu cotidiano.

Conclusão final: trocar ou não trocar de emprego?

A decisão de trocar de emprego não é nada fácil. Há vários fatores a serem considerados, sendo eles advindos de diferentes áreas: motivações emocionais, de saúde, de remuneração, perspectiva de crescimento da empresa e/ou pessoais, nível de satisfação, fit cultural… Enfim, a lista seria quase infinda.

Por isso, é de extrema relevância que você pondere tanto elementos subjetivos quanto objetivos - como o cenário do mercado atual para sua área. Se após refletir sobre os itens listados aqui você ainda sinta que seu emprego não faz sentido para você, conte conosco para te ajudar a procurar novos desafios! :)

Você chegou no limite: é hora de trocar de emprego
Share this
Vagas em Marketing e Vendas - we're hiring!