O perfil ideal para trabalhar em startup vem sendo pauta de conversas do mundo corporativo a cada dia mais e isso se deve, com certeza, à crescente deste mercado.

Em geral, este tipo de empresa possui um ambiente completamente diferente dos encontrados nas grandes corporações e, além disso, a exigência deste ramo quanto ao perfil dos colaboradores também segue preceitos completamente diferentes.

Pensando nisso, vimos compartilhar este artigo onde falaremos um pouco sobre o mercado das startups e sobre o perfil ideal para trabalhar nesses inovadores negócios a partir de uma grande pesquisa realizada pelo SEBRAE. Veja!

 

O mercado das startups

Antes de mais nada, vale dizer que conceitualmente, startups são empresas que se encontram em uma fase inicial e que desenvolvem serviços ou produtos que, geralmente, são inovadores e escaláveis. Além disso, faz parte da sua característica o fato de contar com potencial para um rápido crescimento.

Quanto ao mercado das startups brasileiras, entre 2014 e 2015, movimentou mais de R$ 784 milhões, 14% a mais do que os R$ 688 milhões investidos no mesmo período, de 2013 a 2014, segundo pesquisa realizada pelo SEBRAE.

Enquanto isso, para impulsionar o mercado mundial o valor investido em startups por fundos de venture capital (ou seja, capital de risco em empresas novas) em 2017 foi de US$ 860 milhões de dólares, muito mais que os US$ 279 milhões de 2016.

Na mesma pesquisa realizada pelo SEBRAE, 62% dos empreendedores informam que a maior dificuldade para sua startup é montar uma equipe. Esse dado é um reflexo, justamente, da dificuldade de encontrar profissionais com o perfil ideal para trabalhar em startup.

 

O perfil para trabalhar em startups

A partir desta pesquisa ainda foi traçado o que os empreendedores consideram ser o perfil ideal para profissionais que desejam trabalhar em uma startup. Logo de cara, surge o adjetivo base desta nova fase corporativa que vivemos, a ambição.

Além disso, os profissionais devem ser apaixonados pelo seu trabalho, devem ser profissionais acessíveis e que tenham em seu DNA a vertente de troca de experiências, onde compartilha seu conhecimento e está sempre buscando novas competências para sua bagagem.

Além disso, o perfil para trabalhar em startup ainda pede dos profissionais que eles sejam colaborativos, que entendam que no seu dia a dia farão muito mais do que apenas as tarefas para o qual foram contratados, que sejam destemidos e incessantes na busca por respostas.

 

Veja outras características essenciais:

  • Devem ser colaborativos;
  • Devem estar acostumados com o trabalho em grupo;
  • Devem buscar o foge do padrão;
  • Devem ser resilientes;
  • Devem ser pessoas sem cerimônia, de portas abertas.

 

Em suma, o mantra do profissional que deseja adentrar no mundo das startups é: É preciso paciência, persistência e paixão pelo trabalho.

Bom, esperamos que este artigo tenha colaborado em explicar o perfil para trabalhar em Startup. Se você conta com essas características e deseja entrar nesse crescente mundo, contamos com vagas exclusivas em nossa plataforma.

Tags:

Related Article

0 Comments

Leave a Comment