O recrutamento externo é uma prática muito popular entre os profissionais de RH.  Além de ser uma velha conhecida, ainda compõe uma alternativa interessante de contratação. Mas, afinal, quando vale a pena trazer novos profissionais para a empresa e quando devemos valorizar os talentos internos?

É nessa linha tênue que um recrutador deve patinar ao decidir entre o recrutamento externo e o recrutamento interno. Ou seja, trazer talentos de fora da empresa ou promover e/ou realocar internamente.

Quer entender o que é o recrutamento externo exatamente e quais são suas vantagens e desvantagens em relação ao interno? Então acompanhe!

O que é recrutamento externo?

O recrutamento externo nada mais é do que a contratação de um profissional fora da sua empresa para uma vaga. Ou seja, o setor de RH precisa procurar no mercado por candidatos que se encaixem às necessidades da posição em aberto.

Mas é preciso ter atenção: o recrutamento externo demanda tempo, esforço, investimento e planejamento. Na verdade, no mercado competitivo atual, é preciso até uma pitada de sorte e uma certa estratégia diferenciada para conseguir os melhores profissionais.

Nesse tipo de recrutamento, assim como no interno, o responsável pelo processo seletivo deve criar uma análise precisa do que a vaga demanda. Assim, com um planejamento, é possível colocar a job description em vários meios de comunicação, como no LinkedIn e em portais de vagas.

Recrutamento Interno X Recrutamento Externo

A principal dúvida que surge na mente de um recrutador ao pensar em abrir um processo seletivo é, com certeza, se ele deve usar a estratégia de recrutamento interno ou externo.

Evidentemente, ambas possuem suas vantagens e desvantagens intrínsecas. Mas antes de nos adentrarmos com mais profundidade nisso, vamos começar pelo básico:

O que separa o recrutamento interno do externo é que ele ocorre internamente… Ou seja, o recrutamento interno é o feito pela contratação ou promoção de um colaborador que já está na empresa.

Já o externo tem como sua característica fundamental selecionar um novo talento do mercado. Esse talento pode estar disponível ou não, necessitando de mais ou menos esforço em seu hunting.

Algumas outras características importantes do Recrutamento Interno são:

  • Agilidade
  • Menor custo
  • Promove a retenção de talentos

Em contrapartida, o recrutamento externo oferece:

  • Mais opções
  • Possibilidade de contratar um novo talento fora da curva
  • Agrega “novos ares” – e ideias – à empresa

Quais são as vantagens do Recrutamento Externo?

O recrutamento externo tem em si, alguma desvantagens já citadas. Mas será que seus “prós” compensam os “contras”? Para descobrirmos isso, vamos listar aqui as 4 principais vantagens do recrutamento externo:

Promove a variedade de candidatos

Apesar de levar mais tempo, o recrutamento externo nos oferece uma variedade quase que infinda de candidatos. As opções são realmente muito diversificadas e, assim, vão surgir vários perfis até “inusitados” que podem te surpreender de forma positiva.

E ter um leque maior que apenas o quadro de funcionários atuais da empresa é interessante, não acha?

Mantém a empresa antenada nas novidades do mercado

Não é incomum que, ao ter um intervalo muito grande de contratações externas, a empresa perca um pouco a conexão com o mercado. E isso pode incluir os colaboradores que lá estão também.

Conseguir ter uma visão de fora sobre as novidades na área ou até outros pontos de vista é crucial para manter o negócio competitivo. E falando nisso…

Traz novos ares… E ideias!

O recrutamento externo com certeza, ao trazer uma visão de fora, renova os ares de uma empresa. E, com isso, obviamente novas ideias podem surgir tanto da parte do novo colaborador quanto – até – dos antigos!

Na verdade, já é esperado que com a chegada de novos funcionários, experiências diferentes possam contribuir com o modelo atual da sua empresa.

Amplia a diversidade

Por fim, mas não menos importante, ele amplia a diversidade dos profissionais dentro da sua empresa. Atualmente, a diversidade no ambiente de trabalho é um fator considerado não só importante e moral, quanto também estratégico.

Quais as desvantagens em relação ao Recrutamento Interno?

A comparação do recrutamento externo com o interno é quase que inevitável. Afinal, os dois possuem pontos interessantes e decidir entre qual é o melhor depende inteiramente das suas necessidades.

Assim, para podermos estar contextualizados na hora de tomar essa decisão, aqui estão 3 desvantagens do recrutamento externo em relação ao interno:

Mais tempo gasto

Não há o que questionar: os recrutamentos externos demoram mais que recrutamentos internos. Isso porque a variedade de candidatos e a demanda por mais etapas no processo seletivo, claramente, resultam em maior lentidão.

Mais custoso

Ao realizar mais testes e ter mais etapas no seu funil de recrutamento, é também natural que o recrutamento externo seja mais custoso. Além disso, precisamos considerar os casos em que um hunting mais ativo é necessário, o que torna o processo ainda mais “salgado”.

Dificuldade com o fit cultural

A dificuldade em conseguir um candidato com fit cultural pode ser enorme. Logo, o recrutamento interno oferece uma maior segurança nessa adesão do colaborador, considerando que o candidato já faz parte do quadro da empresa… Especialmente se o colaborador tem um tempo maior de casa.

Não é a toa que o recrutamento externo tem grande popularidade: ele realmente é um método atrativo de contratar. Retomando suas vantagens, elas incluem variedade grande de candidatos, diversidade na empresa e até o surgimento de novas ideias de negócio.

Porém, precisamos medir se as vantagens compensam os períodos mais longos de contratação, maiores custos e o risco de um turnover.

E então, está pronto para buscar novos talentos no mercado? Conte para nós nos comentários! 🙂

Tags: ,

Related Article

Social

INSTAGRAM

LINKEDIN