A promoção de cargo deve fazer parte do seu plano de gestão de recursos humanos. Descubra aqui como estruturar um processo eficiente para promover um colaborador!

Um plano de carreira bem estruturado é um dos fatores mais importantes para potenciais colaboradores ao considerarem ingressar em uma empresa. Uma pesquisa recente, realizada com profissionais de 18 a 34 anos, mostrou que 60% dos entrevistados desejavam receber um treinamento de liderança de seu futuro empregador.

A mesma pesquisa indicou que 33% dos profissionais buscavam ativamente oportunidades de liderança já existentes. Com esses dados concretos, fica claro que a promoção interna deve fazer parte do plano de gestão de talentos de qualquer empresa.

No artigo de hoje iremos discutir a promoção de cargo, sua importância e o porquê você deve definir um processo para avaliar colaboradores e, assim, fundamentar suas decisões na gestão dos recursos humanos. Então, vamos começar?

O que é uma promoção?

A promoção de um colaborador consiste em um avanço profissional na estrutura organizacional de uma empresa, envolvendo novas responsabilidades. Frequentemente, esse evento é acompanhado de uma reavaliação do salário e, até mesmo, um acordo de benefícios (bônus, participações na empresa, etc.). 

Recentemente, a promoção interna tornou-se o foco de muitas empresas. A motivação para isso reside no fato de que esta opção não apenas é mais barata do que o recrutamento externo, como também estimula os colaboradores a serem ainda mais eficientes, motivados e produtivos.

No entanto, o processo exige cuidados. Isso porque nem todos os funcionários elegíveis para promoção interna farão, necessariamente, um trabalho melhor do que alguém recrutado externamente.

Assim, o candidato deve possuir os conhecimentos, competências, formações essenciais, dentre outras habilidades necessárias ao desempenho das suas novas funções com êxito. Somente deste modo, empresa e funcionário colhem os benefícios da promoção de cargo.

Benefícios da promoção interna

As promoções não são benéficas apenas para os funcionários, mas também para a empresa. São a prova do crescimento, refletida em novas oportunidades oferecidas aos seus colaboradores. Como consequência, essa cultura organizacional impulsiona a atração de novos talentos durante o processo de recrutamento.

Melhorar a capacidade de retenção de talentos continua sendo uma das principais preocupações dos líderes empresariais em todo o mundo, e a demonstração de oportunidades de avanço e cargos de liderança pode ajudar. 

Para manter uma empresa no caminho do sucesso, os líderes e gerentes de recursos humanos devem aprender a reconhecer os sinais que indicam que um colaborador está pronto para uma promoção. Por exemplo, a promoção é indicada se o profissional:

  • Sabe como lidar com o fracasso.
  • É comprometido e engajado com a missão e valores da empresa.
  • Demonstram perfil de liderança.
  • Assume responsabilidades e demonstra proatividade.
  • Compartilha conhecimento e colabora para equipe progredir.
  • Identifica problemas organizacionais.
  • Resolve problemas e busca soluções inovadoras e criativas.

Você já tem em mente quais os potenciais candidatos a promoção na sua empresa? Calma, vamos dar um passo de cada vez, e estruturar um processo para que suas decisões sejam mais assertivas e bem-sucedidas!

Como estruturar um processo de promoção interna?

Vários motivos podem levar um gerente a promover um de seus colaboradores. Mas, colocando de lado os aspectos subjetivos de tal decisão, é possível estruturar um processo interno a fim de garantir a equidade entre os candidatos frente a uma oportunidade de promoção de cargo. Confira nossas orientações.

Escreva uma descrição da posição em questão

Antes mesmo de começar a pensar em quem deve ser promovido internamente, é indispensável elaborar uma descrição abrangente da posição. Alguns elementos essenciais que devem constar nesse texto são as tarefas, conhecimentos e habilidades necessárias para o cargo.

Ademais, você também precisará determinar qual perfil apresenta maior aderência à vaga. Por exemplo, para determinado cargo você precisa de uma pessoa organizada e metódica, ou seria mais adequado alguém que seja bastante espontâneo e capaz de se adaptar a diferentes situações?

Logo, é fundamental refletir com cuidado sobre essas questões. Aqui vai uma dica extra: certifique-se de ler e revisar frequentemente a descrição dos cargos da empresa, pois é essencial mantê-las atualizadas para melhor adaptá-las às mudanças organizacionais e conjunturais.

Quem cumpre os requisitos?

Após identificar os conhecimentos e habilidades necessários para o cargo, o próximo passo é: encontrar o candidato que cumpra os requisitos! Se a gestão de competências já faz parte das funções do departamento de RH, esta etapa será rápida e fácil.

Através da análise de competências, você terá uma boa ideia de quem possui as características procuradas: o nível de formação/educação, experiência, e as qualidades técnicas e comportamentais apropriadas ao cargo em questão.

A personalidade importa?

Sim, a personalidade do colaborador é muito importante! Na verdade, pode-se argumentar que a personalidade é tão decisiva quanto conhecimentos e habilidades profissionais, pois estes últimos podem ser adquiridos, enquanto a personalidade é algo que permanece relativamente estável ao longo da vida adulta. 

Por esse motivo, você deve sempre garantir que o candidato à promoção tenha os traços e características de personalidade necessárias para ter um bom desempenho nas funções do cargo antes de oferecer-lhe uma promoção.

Cada ser humano possui características específicas que fazem com que seu comportamento adote uma tendência. Portanto, é importante lembrar que não existem características “boas” ou “ruins”: existem apenas características adequadas para uma determinada posição!

Prefira a promoção interna

Sempre que possível, prefira a promoção interna ao recrutamento externo. Mas, certifique-se de realizá-la de forma bem estruturada e estratégica. Só porque um colaborador atual não apresenta todas as habilidades e conhecimentos que você definiu, não significa que você deve descartá-lo. 

Você pode avaliar todos os seus contratados para determinar quais têm o maior potencial para subir na hierarquia corporativa e, em seguida, investir em seu crescimento. 

Afinal, recursos humanos com potencial de desenvolvimento são ativos valiosos! Ao identificar esses colaboradores, forneça-lhes o treinamento adequado e permita que ganhem a experiência para uma futura promoção. 

Com efeito, a promoção interna fará com que os funcionários se sintam mais valorizados e, consequentemente, mais motivados, bem-sucedidos e leais à sua empresa. Tudo isso contribui fortemente para o fortalecimento da marca empregadora da organização. Assim, todos saem ganhando!

Portanto, estabeleça um plano de gestão de talentos que proporcione a melhor experiência para seus colaboradores. E, neste sentido, pode contar com o auxílio da Talentbrand! Nossa missão é contribuir para que suas operações de RH sejam otimizadas e que sua empresa atraia os melhores talentos do mercado!

Quer saber mais sobre este e outros temas relevantes para o gerenciamento de recursos humanos? Explore nosso blog e descubra as soluções que o ATS da Talentbrand proporciona ao seu RH! 

Social

INSTAGRAM

LINKEDIN