Você se considera uma pessoa com boa comunicação? Uma pessoa focada? Que ama tecnologia e descobrir novas técnicas e ferramentas? Então talvez a carreira de vendedor interno seja para você! Descubra o que faz um Inside Sales e veja como você pode entrar numa das áreas em maior expansão do mercado atual.

O processo de vendas mudou. Hoje em dia é impossível vender sem técnica, sem integração com o marketing digital e um bocado de informações sobre seus clientes.

Além disso, para se obter sucesso de fato nesse cenário competitivo que estamos, é preciso oferecer um serviço mais personalizado, embasado e impecável possível. As pessoas elevaram seus critérios de satisfação, e as empresas que não possuem processos com maior valor agregado estão perdendo espaço.

Por outro lado, os profissionais de vendas também precisaram mudar seu estilo e seus processos a fim de atender essa nova demanda.

Quer entender melhor o que se passa por trás do dia a dia de um vendedor interno? Então acompanhe conosco! 🙂

O que é Inside Sales?

Para começar, precisamos primeiro deixar claro o que é Inside Sales – ou “vendas internas”. Como o próprio nome já diz, Inside Sales nada mais é que um processo de vendas onde não existe o deslocamento do vendedor. Ou seja, ele trabalha de dentro da sua empresa.

É importante destacar que a principal diferença de um vendedor interno para um vendedor tradicional é que o primeiro está totalmente alinhado com o setor de marketing. O vendedor interno possui como um dos seus desafios converter os leads adquiridos por inbound em clientes da empresa.

Como regra, estamos falando de um processo de vendas mais consultivo, no qual o vendedor possui como característica vender apenas para quem realmente precisa do seu produto ou serviço.

Além disso, o profissional de Inside Sales tem como forte característica, antes de realizar um contato, realizar o estudo do comportamento do seu potencial cliente e entender suas necessidades. Assim, o processo de vendas se torna muito mais assertivo, otimizando tempo e recursos.

A ascensão do Inside Sales no mercado

A grosso modo, podemos dizer que o processo de vendas internas teve início com o surgimento do telemarketing. Foi a partir desse momento, lá para o final da década de 80, que os vendedores passaram a utilizar a tecnologia no seu dia a dia para facilitar suas vendas.

Porém, como já é de senso comum, o telemarketing não foi um processo muito bem sucedido. Isso porque os vendedores possuíam técnicas muito limitadas, sendo basicamente guiados por um roteiro. Sua rotina se consistia em ligar para pessoas aleatórias e, muitas vezes, em horários inconvenientes.

Sem saber o perfil da pessoa, nem sequer se ela tinha interesse em seus produtos e/ou conhecimento da existência da sua empresa, era nítido que o processo não seria muito efetivo. Afinal, o mercado atual preza a personalização, a pesquisa sobre sua persona e a educação do seu possível consumidor.

Além disso, para empresas com produtos mais custosos – geralmente as chamadas B2B -, não faria sentido oferecer um serviço sem antes passar muita confiança e informação para seus possíveis clientes.

Nesse contexto, surgiu a área de Inside Sales, que fez uma proposta muito mais atraente às empresas: vender de forma assertiva, para as pessoas certas, da forma certa. Tornou-se o processo de vendas preferido, pois sua natureza consultiva oferecia a atenção e valor que os clientes desejavam.

6 principais habilidades de vendedores internos

Você ainda está em dúvida se realmente tem o perfil ideal para ser um bom vendedor interno? Confira com atenção as 6 principais habilidades encontradas em um Inside Sales fora da curva:

Comunicação Empresarial

É imprescindível para um vendedor aprender as melhores práticas de comunicação oral, por exemplo, de telefonemas e apresentações. Mas também de escrita, como propostas, memorandos e pedidos de referências.

Engajamento com clientes

Conhecer pessoas e ter boas habilidades de comunicação são características básicas. Entretanto, os vendedores de alto desempenho sabem que há uma ciência e um método para estabelecer e manter uma excelente relação com o seu cliente.

Escuta ativa

Há diferentes tipos de escuta, mas é necessário operar a todo o vapor quando o assunto são os clientes. Nas vendas, a escuta ativa exige foco, bem como questionamentos ocasionais e de follow-up.

Gestão e Resolução de Conflitos

Nas vendas, espere encontrar ocasiões frequentes de reclamações, conflitos e rejeições. Esses incidentes podem envolver qualquer pessoa, incluindo clientes, colegas, o pessoal da gestão e outros. Saber lidar com essas situações adversas é vital.

Apresentações e Demonstrações de Vendas

A capacidade de gerar uma boa apresentação, independentemente da ferramenta utilizada,  é uma excelente habilidade a se possuir no mundo das vendas. Fazer ótimas apresentações e demonstrações de vendas transmitem domínio do assunto e criam confiança para a marca.

Afinidade com a tecnologia

Os vendedores do amanhã devem pelo menos estar confortáveis com os dispositivos eletrônicos. Isso facilita a adaptação às tecnologias avançadas de inteligência artificial, dos grandes dados e outros setores que transformarão a maneira como as empresas e suas marcas envolvem o público.

O que faz o profissional desta área?

Afinal, chegamos à pergunta que te trouxe aqui: o que faz um Inside Sales? Bom, primeiramente, vamos ao senso comum: esse profissional desempenha um papel fundamental no fechamento de vendas e, obviamente, contribue ao crescimento de receita numa empresa.

Seu dia a dia consiste em realizar ligações de negócios com clientes qualificados, para os quais eles prestam uma espécie de consultoria e guiam em direção à uma venda.

Como fazem isso? Por meio de frameworks e técnicas de persuasão mais refinadas, que ultrapassam a batida “lábia” ou a pura insistência.

De acordo com a Workable, uma famosa empresa de software de recrutamento inglesa, algumas das mais cruciais responsabilidades de um Inside Sales incluem:

  • Adquirir novas oportunidades de vendas via leads de inbound e/ou e-mails e cold calls de outbound;

  • Manter um banco de dados em constante expansão de prospectos dentro do seu setor designado;

  • Firmar parcerias com outros canais para construir um pipeline e fechar negócios;

  • Executar demonstrações online para prospectos;

  • Encaminhar oportunidades qualificadas aos executivos de vendas para serem desenvolvidas e levadas a, enfim, um fechamento.

Quanto recebe um Inside Sales?

Depois de descobrir o que é Inside Sales, o que faz um vendedor interno e quais são suas competências, creio que para entender se essa carreira é mesmo para você, falta apenas saber um fator: a remuneração!

Se um vendedor interno precisa estudar tantas técnicas e oferecer um serviço tão personalizado, então… Quanto ele ganha?

De acordo com a Love Mondays, a média salarial de um Inside Sales é de R$3.868, entretanto, o seu salário pode chegar à R$11.000!

O que faz um Inside Sales: dica final…?

O Inside Sales é, hoje, uma realidade não só em um enorme número de empresas, mas na maioria de cases de sucesso dos maiores players de mercado. Saber o que faz um Inside Sales pode ser o primeiro passo para reconhecer se essa profissão do momento se encaixa com você!

Curtiu a carreira de vendas internas? Que tal ter um empurrãozinho para entrar logo nessa profissão e aprender Inside Sales de forma rápida, fácil e organizada? Confira aqui nosso guia dos melhores materiais disponíveis sobre o mercado para você… Presta atenção… Prestando? Aprender em um final de semana!

Gostou do post? Tem alguma sugestão ou dúvida? Então deixe abaixo nos comentários! Amamos interagir com vocês. 🙂

Tags:

Related Article

Social

INSTAGRAM

LINKEDIN

ARQUIVOS