Em nosso site sempre falamos sobre a importância dos profissionais para as empresas e em tendências para o futuro empresarial em geral.

Pois bem, neste artigo falaremos mais uma vez sobre um novo tipo de profissional que vem surgindo e que promete trazer às empresas resultados incríveis: é o profissional com inteligência criativa.

Nunca ouviu falar em inteligência criativa? Não tem problema! Neste artigo não somente explicaremos do conceito de inteligência criativa, como ainda falaremos como essa habilidade pode ser desenvolvida pelos profissionais.

 

Vamos lá?

 

O que é inteligência criativa?

Bom, antes de falarmos sobre como os profissionais podem trabalhar para desenvolver sua inteligência criativa, devemos explicar o que é, de fato, este novo conceito de profissional.

Em poucas palavras, o termo implica na capacidade dos profissionais em compreender sobre o pleno funcionamento de algo, qual a sua natureza e finalidade e, a partir daí, encontrar soluções para possíveis problemas ou melhorias de maneira a romper os padrões, ou seja, de forma criativa.

 

Como desenvolver a inteligência criativa?

Há quem acredite que a criatividade é um dom e que, por isso, não pode ser adquirida. Neste caso não é bem assim!

As pessoas com características mais criativas realmente tendem a “pensar fora da caixa” de maneira mais instintiva, e por consequência, mais rápida e eficiente. Entretanto, qualquer pessoa pode criar uma série de competências que farão com que o resultado seja o mesmo.

 

Em geral, as competências necessárias para que a inteligência criativa seja desenvolvida são:

  • Conectar informações: é fundamental que a pessoa tenha várias fontes diferentes sobre uma mesma informação. O ideal, inclusive, é que pontos de vista inusitados possam surgir através das suas próprias experiências e objetivos;
  • Compreender o quadro geral: além de contar com dados, é preciso também que a pessoa interessada em desenvolver a sua inteligência criativa tenha a capacidade de compreender sua visão em relação ao quadro em questão e, a partir daí, consiga mudar completamente a sua própria perspectiva;
  • Ser irreverente: não levar tudo tão a sério é fundamental para quem busca soluções criativas para algum problema. Sendo assim, o profissional com inteligência criativa está mais disposto a assumir riscos e explorar novas direções para o seu projeto, ainda que durante o caminho tudo pareça estar fora do eixo;
  • Querer reinventar: estar ávido por reinvenções é característica básica para profissionais com inteligência criativa. Processos, produtos, serviços…qualquer coisa pode ser reinventada de maneira a melhorar a usabilidade, a eficiência…enfim…e quem fará essa reinvenção será o profissional com inteligência criativa;
  • Ser um planejador e um executor: por fim, o profissional com inteligência criativa vai além de somente ter ideias inovadoras, ele coloca a mão na massa e faz com que seu projeto aconteça.

 

Esperamos que este artigo tenha conseguido explicar um pouco sobre a importância de contar com profissionais com inteligência criativa dentre seus colaboradores. E se precisar de ajuda para encontrar este perfil de colaborador, fale conosco.

Tags:

Related Article

0 Comments

Leave a Comment