Se você é candidato à uma vaga e não sabe o que é inteligência artificial no recrutamento, você pode estar perdendo grandes oportunidades. Agora, se você está contratando e não utiliza essa tecnologia a seu favor, então você pode estar perdendo dinheiro.

Essas afirmações parecem extremistas demais? Você pode achar que estamos falando de algo distante ou caro demais. Bom…nas próximas linhas você vai ver que não há exagero algum em falar que a inteligência artificial no recrutamento já é uma realidade possível.

 

O que é Inteligência artificial?

Dissemos no começo deste artigo que falar sobre inteligência artificial não era exagero algum e você pode estar lendo este artigo e acreditando que talvez um dia essa tecnologia toda será acessível a qualquer um – mas o fato é que ela já é.

Sabe aquela playlist que o serviço de streaming de música indica para você com base em tudo que você ouviu recentemente? Isso é inteligência artificial. E os filmes e séries? Inteligência artificial também! Viu só…você já usa essa tecnologia e nem percebe.

Bom, mas utilizando um linguajar um pouco mais técnico, a inteligência artificial é um conjunto de algoritmos que são definidos para tomar decisões sem a necessidade do manuseio humano. Em outras palavras, o algoritmo tem como desafio entender o comportamento humano através de suas ações e interações.

 

Como a inteligência artificial no recrutamento é aplicada?

Assim como nos exemplos citados acima, qualquer tipo de tecnologia que use a inteligência artificial precisa ser alinhada de acordo com a expectativa, que no caso, é a do recrutador. Sendo assim, as aplicações da inteligência artificial no recrutamento podem ser bem diversificadas.

Talvez um dos maiores auxílios que a IA pode promover é a de identificação do perfil ideal de contratação. Para isso, uma série de dados dos colaboradores da empresa são coletados para que um perfil comum, ou daqueles com melhores os resultados, seja traçado e tido como base de contratação.

Além disso, a IA pode ir além e notar traços que os recrutadores não poderiam avaliar, pelo menos não em pouco tempo. Estamos falando, é claro, da análise das redes sociais. Com a ajuda dos algoritmos se torna possível avaliar conteúdos postados, características comuns em fotos, análise de trabalhos…enfim, toda a interação do candidato com as redes sociais pode ser avaliada de maneira a validar as informações ditas ao recrutador e verificar o nível de compatibilidade do candidato com a vaga.

 

Em resumo, o que muda?

Com o avanço da tecnologia e a ajuda da inteligência artificial no recrutamento a tendência é que as funções mais operacionais do processo de contratação sejam executados por máquinas.

Sendo assim, os recrutadores ficam com mais tempo para analisar os candidatos munidos de mais informações e livres para aplicar sua experiência para colher percepções durante as entrevistas.
Além disso, as contratações devem se tornar infinitamente mais assertivas. É claro que erros podem acontecer, entretanto, a ideia é que os talentos escondidos sejam descobertos e as pessoas que são apenas “boas de lábia” sejam descartadas.

 

Pois é, a tecnologia se desenvolve a cada dia e nós precisamos saber tirar proveito de cada uma delas. Se quiser saber mais sobre como a inteligência artificial no recrutamento pode ajudar sua empresa, fale conosco.