Já ouviu aquele bordão “o que não é medido, não pode ser avaliado”? Ele vem muito a calhar quando estamos tentando levar uma empresa a ter bons resultados. Contudo, o que muitas instituições esquecem de levar em consideração é que a área de RH também precisa mensurar seus resultados. Assim, para definir os KPIs nessa área, é preciso conhecer antes os principais indicadores de RH.

Para ajudá-lo nessa empreitada, a Talentbrand elaborou este post que lista 7 importantes índices de desempenho do setor de recursos humanos. Confira!

Turnover (Índice de Rotatividade)

O turnover, ou índice de rotatividade, é o indicador de desempenho que mensura a quantidade de colaboradores que saíram de uma empresa. Apesar de já estar se tornando um “clichê”, é preciso sempre reforçar sua alta relevância. Isso porque se a empresa não consegue reter seus talentos, há com certeza algo de errado sendo feito na gestão de pessoas.

Além disso, de todos os indicadores, é provavelmente o que mais diretamente e severamente impacta os resultados de um time e/ou instituição. Perder funcionários atrasa o fluxo de atividades, gera prejuízos financeiros e, no caso de um grande talento, resulta em extrema dificuldade de reposição.

Absenteísmo

Vindo logo em seguida do turnover, temos o absenteísmo, que – como o nome sugere -, mede a taxa de abstenção dos colaboradores.

A ausência ou até os atrasos dos funcionários, caso não sejam pontuais, podem revelar diversos problemas como: falta de engajamento, má ergonomia na empresa ou até problemas pessoais como conflitos entre colaboradores, estresse elevado e depressão.

Dica: é fácil acabar esquecendo que o absenteísmo também inclui atrasos, então atenção à frequência dos profissionais num geral!

Custo da Rotatividade

Para realmente tornar seu RH estratégico, é preciso ir além nos seus KPIs! Tão crítico como a própria taxa de rotatividade, é o custo dela. Você pode me perguntar: “mas como assim custo da rotatividade?”

Bom, pense comigo: a saída de um colaborador traz prejuízos factíveis para uma empresa, certo? Sendo alguns destes, senão a maioria, mensuráveis financeiramente. Ou seja, custa para repor um funcionário, custa para treinar um funcionário novo e até o tempo de adaptação custa.

Se você for capaz de mostrar para a sua empresa os reais impactos financeiros de um turnover, com certeza você estará um passo à frente.

Satisfação dos colaboradores

Sim! É extremamente necessário medir o nível de satisfação dos seus colaboradores com certa frequência. Funcionários não valorizados tendem a desempenhar pior e a agravar os resultados de todos os outros indicadores. Além disso, mensurar e melhorar a satisfação dos profissionais em relação à empresa é fundamental para atrair e reter talentos.

Não podemos negligenciar ou subestimar a importância do bem estar no trabalho. Mas, como um bom profissional de RH, você já sabe isso faz tempo, né?

Uma das formas de medir a satisfação de um colaborador – ou de um time inteiro! – é aplicar um indicador de ENPS (Employee Net Promoter Score). Nele, é possível dar notas de 0 à 10 à perguntas críticas como o quanto um profissional recomendaria a um amigo trabalhar em sua empresa.

Investimento em Treinamento (e seu ROI)

O treinamento de colaboradores já faz parte da rotina dos melhores e maiores players no mercado. Contudo, atualmente eles não são os únicos a realizá-los, trata-se, na verdade, de uma prática cada vez mais comum – e não é à toa. Além de aumentar a produtividade e qualificar os colaboradores, é uma ótima forma de motivá-los e bonificá-los.

Não se esqueça que, de forma indireta – ou às vezes até direta -, esse treinamento vai impactar no crescimento e resultados da empresa. Ou seja, é possível, portanto, medir o ROI de um treinamento após algumas semanas ou meses da sua realização.

Clima Organizacional

No nosso dia a dia, sabemos a diferença que um bom clima organizacional proporciona – e este está também diretamente ligado à satisfação dos colaboradores. Ainda, um ambiente tóxico irá favorecer absenteísmo, podendo gerar até um turnover. Percebe como os indicadores de RH estão estritamente ligados entre si?

funcionarios-motivados

Mas como podemos mensurar o clima organizacional? Perguntando aos colaboradores, oras! Realizar pesquisas sobre os relacionamentos dos funcionários com sua equipe e gestores, sobre como percebem as oportunidades de crescimento profissional e sua remuneração são alguns exemplos.

Vagas fechadas no prazo

Por último, mas não menos importante, um índice que está diretamente ligado ao processo de Recrutamento e Seleção. Sabemos que o recrutamento de um colaborador faz parte da rotina de um profissional de recursos humanos, mesmo dos que desempenham funções estratégicas, então é preciso colocá-lo em pauta aqui.

As vagas fechadas no prazo representam uma eficiência clara na área de RH, assim como o contrário expõe alguma falha em uma das etapas de recrutamento. Não podemos esquecer que atrasos na contratação de um funcionário impactam diretamente nos resultados de um time e, consequentemente, da empresa como um todo.

Então, atente-se aos prazos (e à otimização destes) que você define para fechar uma vaga!

Indicadores de RH: considerações finais

Os indicadores de RH são importantes taxas para se conseguir não só mensurar a eficácia do time de recursos humanos, mas para aumentar os resultados de uma empresa. Contudo, para conseguir aplicar de forma efetiva essas métricas, faz-se necessário reconhecer, primeiramente, a cultura e as metas dessa instituição.

Assim, com clareza, não só será possível, como provável, que o setor de recursos humanos possa trabalhar lado a lado com os colaboradores para baterem metas cada vez mais desafiadoras. E, é claro, trazer resultados invejáveis para seus concorrentes.

Gostou desse post? Alguma sugestão ou dúvida específica? Deixe um comentário na seção abaixo! Ficaremos felizes em conversar com você. 🙂

Tags:

Related Article

Social

INSTAGRAM

LINKEDIN