/ Para candidatos

Growth Hacking: o que é e exemplos de sucesso

Se você está lendo este conteúdo, com certeza já ouviu falar em growth hacking e está em busca de maiores informações sobre o tema. Bom, podemos dizer que você caiu no lugar certo.

Nas próximas linhas falaremos sobre o growth hacking em si, sobre as características de um growth hacker e ainda daremos alguns exemplos de hacks que dão certo.

O que é growth hacking?

O conceito do growth hacking é simples: uma tática de crescimento para o negócio que se baseia em criatividade e pensamento analítico. Em outras palavras, é a busca por estratégias criadas a partir de oportunidades que possam levar ao crescimento acelerado empresarial.

A característica básica do growth hacking é o experimento, ou seja, é criada uma hipótese (onde são destacados possíveis objetivos como a captação de leads), depois disso é viabilizada a prática da hipótese, colocada a hipótese em prática e, posteriormente, são colhidos os dados gerados a partir deste processo para que vejamos se a hipótese é válida ou não.

E aqui vale uma informação muito importante. O growth hacking pode ser usado também para que sua própria carreira. Recentemente fizemos o artigo “10 Hacks de carreira para Marketing e Vendas” onde explicamos como usar o growth hacking para otimizar a sua própria carreira. Vale a leitura complementar.

O que faz um growth hacker?

Como o growth hacking é um processo contínuo, ou seja, existe sempre uma nova criação e validação de hipóteses, ter um growth hacker dentro das empresas se mostrou válido.

Entretanto, para ser um growth hacker de sucesso, o profissional precisa ter algumas características e conhecimentos básicos. Veja alguns dos principais:

  • Ser curioso;
  • Ser persistente;
  • Ser criativo;
  • Ser analítico;
  • Conhecer os conceitos de Marketing e vendas;
  • Entender de tecnologias;
  • Ser profundo conhecedor de SEO;
  • Entender o comportamento dos usuários.

Growth Hacking - Exemplos

Agora que compreendemos o que é o growth hacking e quais as características de seus profissionais, vamos citar alguns exemplos de hacks que já foram testadas e que ofereceram um bom crescimento para empresas de diversos nichos diferentes. Veja:

  1. SEO: é a prática de otimizar conteúdos para sites e ferramentas de busca como o Google. Quando bem desenhado, o SEO permite que páginas se mantenham no topo das buscas orgânicas por muito tempo;
  2. Conteúdo viral: não podemos ignorar o poder das redes sociais se quisermos aumentar o rendimentos das empresas, sendo assim, a criação de conteúdos criativos e que começam a ser visualizados e compartilhados em redes sociais é um dos principais hacks atualmente;
  3. Links patrocinados: junto ao conteúdo bem posicionado organicamente, o growth hacker deve dar atenção especial aos links patrocinados já que são a maneira mais rápida de entrar no radar dos clientes;
  4. Marketing de conteúdo: a base deste hack está em criar conteúdos relevantes, com ótimos recursos visuais e que sigam as técnicas do SEO. Aqui, cabe ao growth hacker escolher quais os temas abordados e quais os formatos dos conteúdos que serão produzidos;
  5. Comarketing: o comarketing é a parceria entre empresas que possam complementar seus serviços. Importante lembrar que elas não devem ser concorrentes e sim parceiras.

O fato é que toda empresa que deseja o crescimento rápido deve contar com as técnicas do growth hacking. E se você é um growth hacker em busca de novos conhecimentos e oportunidades, fique de olho na nossa plataforma que estamos sempre abrindo novas oportunidades de emprego na área.