Muitas vezes somos desencorajados a seguir a carreira perfeita para nós por pessoas que dizem que não existe felicidade no trabalho. Ou, então, mesmo estando na área que desejamos, sentimos que algo está faltando. Afinal, existe uma pessoa 100% satisfeita com seu trabalho?

 

Felicidade profissional é tão incomum quanto parece?

 

Eu não sei vocês, mas parece que quase ninguém está satisfeito com seu trabalho. Já se tornou parte do cotidiano ouvir pessoas reclamando da sua rotina de trabalho, dos seus colegas, da sua empresa… Na verdade, é bem comum esses serem alguns tópicos “quentes” no horário de almoço dos funcionários.

 

Pense comigo: o descontentamento em relação ao trabalho já se tornou tão natural que até estranhamos quando alguém parece feliz com seu emprego.

 

Sabe aquele seu colega que só sabe falar sobre como está entusiasmado com o novo projeto? Ou que elogia a empresa e até seu chefe chato? Então, geralmente esse tipo de comportamento gera estranhamento nas pessoas.

 

Não estamos falando que isso é sua culpa, muito menos que é algo negativo, apenas queremos pontuar o quanto esse sentimento está enraizado na sociedade. Mas, enfim, seria isso inerente a nós? Inerente ao nosso sistema de trabalho? Porque estamos na empresa errada? Ou porque encaramos as coisas da forma errada?

 

Tendo a importância desse tema em mente, a Talentbrand se dedicou a ir mais a fundo nessa questão. Seria o sonho de “fazer o que ama para nunca ter que trabalhar” uma ilusão distante da realidade? Venha descobrir conosco.

 

Indo mais a fundo na (in)felicidade profissional…

 

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Locomotiva revela que 56% dos brasileiros se sentem insatisfeitos com seu emprego. Com mais da metade dos trabalhadores de carteira assinada descontentes, fica claro que esse problema está generalizado e numa alta escala de urgência.

 

Mas, se tantas pessoas estão infelizes, seria isso um problema das empresas? Ou um problema na população? E, mesmo se fosse relacionado a problemas pessoais, seria isso responsabilidade das empresas?

 

Bom, vamos por partes. Primeiramente: esse descontentamento deriva sim de fatores estruturais de algumas empresas, mas também de problemas pessoas. Mas, por mais estranho que isso possa soar a princípio, as duas coisas estão fortemente ligadas.

 

Isso porque um funcionário que possui uma visão mais positiva sobre as coisas, consequentemente irá procurar por qualidades em seu trabalho. Além disso, ele provavelmente será mais resiliente.

 

Ao mesmo tempo que trabalhar num ambiente que proporciona bem estar para esse mesmo funcionário tornará seu cotidiano melhor. É importante lembrar também que parte da felicidade pessoal de um colaborador está ligada a empresa.

 

Todavia, não serão benefícios a curtíssimo prazo, como oferecer café aos seus colaboradores, que irão deixá-los felizes. É preciso procurar por uma empresa que incentive a longo prazo seu bem estar, como por meio de uma cultura positiva e/ou benefícios cumulativos.

 

Afinal, como ser feliz no trabalho?

 

Agora que já entendemos melhor como funciona a questão de felicidade no trabalho – de como ela depende tanto de fatores pessoais quanto estruturais de uma empresa -, te daremos algumas dicas de como você pode gerar e nutrir sua satisfação profissional.

Aqui seguem as principais medidas de esfera pessoal:

 

Faça uma caminhada antes de ir ao trabalho

 

Exercitar-se é uma ótima maneira de liberar endorfina, ou seja, de adquirir bem estar, além de ajudar na sua concentração. Complementarmente, sair e tomar um sol é uma ótima forma de relaxar.

 

Tire momentos para refletir

 

Tomar um tempo para não pensar sobre nada que te estressa, como aquela reunião daqui a uma hora, é uma eficiente maneira de evitar sentimentos negativos.

 

Leve algum objeto pessoal de casa

 

Pequenos objetos que te trazem aquele calorzinho no peito te farão mais feliz estando ao seu lado na sua mesa. Apesar de parecer insignificante, estar conectado com algo que te traz boas memórias também te trará bem estar.

 

Escreva 3 coisas que faz você se sentir grato todos os dias

 

Essa é uma tática clássica! Estudos provaram que o simples ato de focar alguns minutos do seu dia para escrever sobre coisas que te fazem grato, gera uma maior positividade por todo o resto dele. Faça isso diariamente e você vai adquirir o hábito de ser uma pessoa mais positiva e feliz com o que tem.

 

Peça por feedback

 

Ter o feedback dos seus superiores – e até dos seus colegas de trabalho – é uma grande oportunidade para aprendizado. Com ele é possível, também, receber alguns elogios e entrar num ciclo de aprendizado e reconhecimento que te fará mais contente e motivado.

 

Elogie seus colegas de trabalho

 

Dizer coisas positivas sobre seus colegas é uma maneira de sentir-se mais engajado com seu time. Um adicional que pode não ser tão óbvio: foi provado que dizer coisas positivas sobre outras pessoas faz com que você se sinta bem.

 

Mantenha uma lista com o que você deseja fazer no seu dia

 

Ter um senso de organização e acompanhar fisicamente – pela escrita – o que você realizou no seu dia te trarão uma sensação de realização e produtividade. Fazer uma checklist não só te ajudará a lembrar das suas tarefas diárias, mas fará você ver o quanto e o que você está produzindo!

 

Entenda o propósito no que você faz

 

Provavelmente esse é o item mais importante nessa lista. Um senso de propósito no seu trabalho é essencial para manter um funcionário satisfeito. Isso porque vemos mais valor no que entendemos e projetamos num objetivo maior. Pense: caso alguém não consiga ver utilidade no que faz, por que se sentirá feliz e continuará a fazê-lo?

 

Foque nas pequenas vitórias

 

Outra forma de ser mais positivo e ver mais objetivo no seu trabalho. Muitas vezes, com uma rotina estressante, é fácil enfatizarmos só as coisas ruins que aconteceram no nosso dia. E, nisso, entramos num loop vicioso de negatividade. A forma mais efetiva e simples de quebrar isso é valorizar suas vitórias! Por menores que elas pareçam.

 

Tenha orgulho do que faz

 

Um item que está, de certa forma, resumindo todos os outros. Colaboradores que se orgulham do que fazem, geralmente, tem uma performance melhor e se sentem mais satisfeitos. Tome um pouco mais de tempo para caprichar naquela tarefa importante! Você vai perceber que produzindo com maior qualidade, você terá mais orgulho de si e, consequentemente, dos seus resultados.

 

Felicidade no trabalho: considerações finais

 

Apesar da felicidade no trabalho parecer de difícil alcance, ela é fundamentalmente uma questão de ter o mindset certo e trabalhar na empresa certa. Com as estratégias que compartilhamos nesse post, temos certeza que você terá as ferramentas necessárias para se tornar um profissional contente e satisfeito.

 

Caso sinta que o problema está na cultura e/ou estrutura da sua empresa, conte conosco para te ajudar a achar o emprego certo para você! 🙂

Tags:

Related Article

Social

INSTAGRAM

LINKEDIN

ARQUIVOS