A entrevista é, com certeza, uma das partes mais cruciais de um processo de Recrutamento e Seleção. Após uma trabalhosa triagem, finalmente serão validadas as habilidades dos candidatos. Mas como devemos conduzir uma entrevista? Talvez uma entrevista por competências seja uma das melhores formas.

Numa realidade de mercado na qual os aspectos comportamentais importam cada vez mais, é essencial entender como avaliar soft skills e hard skills. Então, você não vai querer correr o risco de fazer uma contratação ruim, certo?

Mas não se preocupe, por meio da entrevista por competências é possível não só analisar os valores e habilidades de um candidato, mas também como ele os aplica. Quer entender melhor o que ela é e como ela funciona na prática? Confira!

O que são competências?

Antes de entender como uma entrevista por competências funciona, é bom termos uma definição mais sólida do que são competências.

Não é incomum que a palavra “competência” seja confundida com os termos habilidade, capacidade ou técnica. Mas sua definição mais correta é um pouco mais restrita: CHA.

Mas o que é esse tal de CHA?

Tenho certeza que esse termo deve ser até certo ponto familiar a você. Mas para refrescar sua memória, CHA é um acrônimo para “conhecimento, habilidade e atitude”.

Ou seja, uma competência nada mais é do que uma pessoa ter conhecimento num assunto, ter a habilidade necessária para fazê-lo e, por fim, a atitude de executá-lo. Então, resumindo, é o conhecimento e habilidades na prática.

Por que devo utilizar esse tipo de entrevista?

No mundo do Recrutamento e Seleção, há inúmeros tipos de entrevista, como a entrevista por currículo, baseada em valores e por estresse. Mas como decidir qual tipo de entrevista faz mais sentido para o seu caso?

Bem, sabemos que para as empresas que estão na frente do mercado, o fit cultural e as competências comportamentais estão pesando mais na seleção. Então, com isso, é possível identificar que a entrevista por currículo, apesar de efetiva, está se tornando desatualizada. Apesar dela dar liberdade ao candidato para desenvolver o que julga mais importante das suas experiências, ela é muito limitada em termo de análise comportamental.

Já a entrevista por base em valores e por base em estresse ainda são opções amplamente utilizadas. Todavia, ambas apresentam pontos nos quais podem melhorar, como a necessidade de uma análise mais prática de valores e menos exposição do candidato.

Com isso, sobrou a entrevista por competências que, hoje, é uma das mais populares técnicas de entrevista.

E isso não é à toa: além de analisar o perfil comportamental de um candidato, ela julga como ele aplica suas habilidades na prática. Ou seja: o que ele faz, como ele faz e por que ele faz.

Como realizar uma entrevista por competências?

Agora que você já identificou se a entrevista por competências é realmente a ideal para você, aposto que quer saber como realizá-la.

Assim como em qualquer entrevista, é necessário criar um “roteiro” passo a passo para ter sucesso em sua empreitada. Então, sem mais delongas, vamos apresentar os 4 passos fundamentais para realizar uma entrevista por competências:

Escolha quais competências você quer analisar

Para conseguir fazer uma boa escolha de competências, você deve pensar bem na cultura da sua empresa. A partir dela, será possível entender quais comportamentos e valores você espera de um funcionário.

Isso porque esses valores vão se traduzir em ações que o colaborador terá dentro da sua organização.

Sua empresa é nova no mercado?

Sem problemas, mesmo no caso de uma startup ou instituição nova, é possível definir comportamentos desejáveis vindos dos colaboradores.

Pense por algum tempo o que você gostaria de ver num funcionário da sua empresa. Aspectos que definem o que ela é ou simboliza. E voilà, escolha candidatos condizentes.

Defina em detalhe a competência

Algo muito importante no Recrutamento e Seleção é a clareza. Ou seja, é preciso definir de forma objetiva o que você quer, como você quer e por que você quer. Não podemos nos dar ao “luxo” de escolher candidatos aleatoriamente.

E isso não é diferente para entrevistas por competências. Ao separar competências que julga importantes para sua empresa, defina como elas se darão por ações.

Por exemplo, se você busca um candidato com a competência de Foco em Resultado. O que para sua organização representa Foco em Resultado? Quais atitudes ou comportamentos mostram que um profissional tem foco em resultados?

Monte um “roteiro”

Agora que você já tem anotado as competências que deseja e como elas se expressam, é hora de elaborar perguntas. Busque fazer perguntas situacionais aos candidatos, como para ele dar exemplos de uma situação no passado que usou certa competência.

Isso é extremamente importante pois, ao fazer perguntas como “Você se considera um bom líder?”, grande parte dos candidatos automaticamente dirá sim.

Dê nota às respostas

Por fim, para evitar o máximo de subjetividade possível, dê notas às respostas dos candidatos. Avalie, por exemplo, de 1 a 5 o quanto aquele candidato em questão apresenta certa competência. Assim será mais fácil de evitar o famoso efeito halo.

Pronto para realizar uma entrevista por competências?

A entrevista por competências hoje é detentora de uma grande popularidade, e essa fama não é injusta. Vamos ser sinceros: a avaliação de competências de forma mais completa, pela análise de soft e hard skills, já é mandatória. Não podemos continuar julgando candidatos pelo seu currículo.

Para os principais players de mercado isso não é nenhum segredo. Contratar por valores, competências e comportamento supera a contratação por simples habilidades técnicas. Você não vai querer ficar para trás, acumulando funcionários inadequados, né?

E aí, você está pronto para realizar entrevistas por competências de hoje em diante? Concorda ou discorda da gente? Deixe um comentário nos contando sua opinião! 🙂

Tags: , , ,

Related Article

Social

INSTAGRAM

LINKEDIN