Você já teve aquela sensação que seu currículo não consegue mostrar nem metade das suas reais habilidades? Ou, pior, que você era perfeito para uma vaga, mas não foi nem chamado para o processo seletivo? Saber como elaborar um currículo de vendedor interno é fundamental para se destacar dentro de tanta concorrência.

E, acredite, até os melhores e mais requisitados talentos passaram por isso algum dia! Sendo assim, se você tem dificuldade em bolar um currículo matador, esse post é perfeito para você.

Para te ajudar nessa árdua, mas importante, tarefa de mostrar o seu valor em apenas uma página, decidimos fazer este artigo. Continue lendo e conheça dicas essenciais para fazer um CV campeão.

Spoiler: no final te daremos uma forcinha a mais, mas para saber usá-la adequadamente é preciso ler o artigo com atenção. Acompanhe!

O que faz um vendedor interno?

Antes mesmo de falarmos sobre o currículo em si, precisamos falar um pouco sobre as funções de um vendedor interno. Assim, você, na posição de candidato, pode validar a sua experiência e características comparadas às requeridas para o cargo.

O vendedor interno – também conhecido como Inside Sales -, a grosso modo, é um profissional que não sai da empresa para realizar suas vendas. Elas são feitas via videoconferência e telefone, auxiliadas também por ferramentas que otimizam ainda mais esse processo.

Além disso, faz parte das atribuições deste profissional estar completamente alinhado ao marketing da empresa. Isso acontece porque o processo de venda interna é mais consultivo e, por isso, é fundamental que o vendedor já conheça algumas características marcantes do cliente. Por exemplo, seus dados pessoais e de seu negócio, conteúdo que ele consumiu no site da empresa e assim por diante.

A ideia é que, com todo o background fornecido pelo marketing, mais as informações recebidas numa conversa, o vendedor interno perceba se o seu serviço é necessário ao cliente. Aliás, essa prática é muito importante pois evita os temidos cancelamentos!

Como fazer um currículo para vendedor interno?

Com o que falamos no tópico anterior sendo usado como base, podemos, enfim, falar sobre como fazer um currículo de vendedor interno. A partir daí, vale ressaltar que, como qualquer outro currículo, as informações pessoais devem estar atualizadas. Dados como formação acadêmica e empregos anteriores são fundamentais!

Dito isso, veja algumas características especialmente importantes para o CV de um Inside Sales:

Área de interesse

Aqui é importante deixar apenas uma área de interesse, isso tende a mostrar mais foco por parte do candidato. Por isso, não saia atirando para todos os lados! Se você deseja ser um vendedor interno, coloque apenas essa área no seu currículo.

Experiências anteriores

É importante não colocar apenas as empresas anteriores que você trabalhou, mas sim tarefas que fizeram a diferença e que poderão agregar ao trabalho de vendedor interno. Quanto mais objetivo você conseguir ser no impacto que causou na sua última função – contanto que ele acrescente à área de Inside Sales -, melhor!

Sobre as referências

Se você trabalhou com pessoas influentes, é de grande valia os citar no currículo. Especialmente se o recrutador puder entrar em contato com essas pessoas de alguma forma. Uma ressalva: cuidado com quem você indica! Apenas dê referências de confiança, que realmente conhecem e gostam de você e do seu trabalho.

Dados do CV

A respeito dos dados, além da observação que já demos sobre eles terem que estar o mais atualizados possível, é fundamental que você seja honesto no seu currículo. Os recrutadores são treinados para identificar mentiras e, sendo assim, elas te prejudicaram em vez de te ajudar a ganhar a vaga.

Redes sociais

Não se esqueça que hoje os recrutadores avaliam também as redes sociais. Por isso, certifique-se de ter uma presença saudável nas redes. Aliás, este quesito merece atenção especial! Recomendamos como leitura complementar o artigo “as redes sociais influenciam no processo seletivo”.

Formatação

Coloque-se no lugar de um recrutador por um momento: há centenas, às vezes até milhares de currículos para serem avaliados! Além disso, você está literalmente resumindo sua vida profissional em apenas uma página.

Assim, é crucial, para você criar um impacto positivo, formatar seu currículo à uma fácil leitura, ao mesmo tempo que prestando atenção em cada detalhe!

Dicas extras para quem quer se tornar Inside Sales

No tópico acima, foram apresentados os principais pontos para se montar um currículo campeão de vendedor interno. Todavia, há outras boas práticas que podemos recomendar para quem quer se tornar um influente profissional na área. Aqui vão algumas delas:

  • Interaja com profissionais referência na área
  • Participe de eventos ou convenções
  • Busque as principais soft skills para profissionais de vendas
  • Entenda como funcionam as ferramentas de Inside Sales
  • Estude de forma aprofundada os frameworks de vendas
  • Compreenda o básico de Inbound Marketing*

*apesar de não ser uma habilidade mandatória, ela com certeza irá te diferenciar da maioria dos candidatos

Exemplo de currículo para Inside Sales

Agora, vamos finalmente à ajuda extra que prometemos para o final… Um exemplo real de currículo de um profissional Inside Sales!

Como sabemos que o processo de fazer um currículo do 0 é extremamente estressante e, por vezes, difícil, separamos um exemplo para você poder se guiar. Ao fazer o download dele e personalizá-lo, certifique-se de aplicar direitinho as dicas que oferecemos nos tópicos anteriores. Assim, você vai abalar a concorrência! 🙂

Baixe esse modelo aqui

Conclusão

Com o boom sofrido na área de vendas internas no Brasil, o setor fornece grandes oportunidades de crescimento para quem está começando agora. Contudo, o aumento da sua popularidade foi acompanhado também do aumento de concorrência. Por isso, é preciso se atentar desde o seu currículo de vendedor interno para conseguir desbancar os outros candidatos!

É importante ressaltar que apesar do CV de um Inside Sales precisar seguir certas boas práticas normais a todos os currículos, ele possui também peculiaridades. Estas circundam principalmente as soft skills necessárias a quem quer trabalhar com vendas internas. Não deixe de pensar nisso na hora de escrever e enviar o seu currículo!

O artigo te ajudou? Tem dúvidas ou recomendações? Deixe um comentário abaixo para nós sabermos!

Tags:

Related Article