Para aprimorar as habilidades e competências dos seus colaboradores, é fundamental oferecer-lhes formações de qualidade. Mas, existem diferentes tipos de treinamento que seu RH pode implementar. Vamos conhecê-los?

No nosso último artigo, vimos como colaboradores qualificados e bem treinados são a chave para o bom funcionamento e progresso de qualquer empresa. Por isso, nos processos de recrutamento e seleção, o RH se preocupa em contratar os candidatos mais promissores. 

Contudo, por mais criterioso que seja o processo seletivo, o potencial dos contratados pode ajudar a empresa até certo ponto, mas, não será suficiente a longo prazo. Isso porque o ambiente de negócios é muito dinâmico e exige novas habilidades para lidar com as mudanças, principalmente tecnológicas.

Então, para uma empresa ter um desempenho sustentável no mercado, é preciso oferecer treinamentos aos seus colaboradores durante todo o ciclo de vida do profissional na organização.

Existem diversos tipos de treinamentos, por isso, é útil conhecê-los detalhadamente para saber qual é aquele que seu RH deve viabilizar diante de cada circunstância. 

Portanto, no artigo de hoje, iremos te ajudar nessa missão! Vamos dar uma olhada nos seis principais tipos de treinamento que o seu RH pode implementar.

06 tipos de treinamento de colaboradores

Os treinamentos de colaboradores podem ser realizados internamente, nas dependências da organização, ou externamente, em empresas especializadas. Independentemente do lugar onde será realizado, podemos encontrar diversos formatos com o propósito de  atender às necessidades específicas da empresa. 

Vamos descobrir quais são? Continue lendo.

1. Treinamento de orientação

Em primeiro lugar, o treinamento de orientação consiste principalmente em acolher e apresentar seus novos colaboradores à empresa. Esse é o momento inicial do onboarding, e você precisa fornecer-lhes o básico para prepará-los para o primeiro dia na empresa. 

Geralmente, esse treinamento ocorre em apenas um dia, e os tópicos essenciais são:

  •  A visão, missão e os valores-chave da empresa;
  •  Cultura e políticas corporativas;
  •  A estrutura organizacional;
  •  Apresentação e tour pelos escritórios e departamentos;
  •  Procedimentos administrativos, como criação de credenciais, login e preparação da estação de trabalho. 

2. Treinamento de integração

Para preparar seus novos contratados rapidamente, você pode atribuir-lhes um programa de treinamento de integração. O principal objetivo aqui é aclimatizar o novo colaborador, para que ele se familiarize ao uso dos softwares, hardwares e outras ferramentas que usarão. 

Este programa pode durar o tempo necessário para introduzir habilidades relevantes para o trabalho e abordar todos os tópicos que a pessoa precisa para ganhar confiança e fazer bem o seu trabalho. 

3. Treinamento de habilidades técnicas

Talvez seus colaboradores, recém-contratados ou não, já tenham todas as habilidades necessárias para executarem a função para a qual foram contratados. Mas sempre há espaço para melhorias, especialmente se seu trabalho requer habilidades técnicas específicas.

Portanto, uma organização preocupada com o seu desempenho e crescimento a longo prazo, deve ter um orçamento voltado para oferecer treinamentos contínuos. Assim, é possível manter os profissionais que tem a disposição sempre atualizados e hábeis tecnicamente para execução de suas atividades.

O seu RH pode decidir delegar esse tipo de treinamento a uma empresa externa ou organizá-lo internamente. Por exemplo, um profissional sênior pode então ser designado para treinar juniores. 

4. Treinamento de soft skills

O trabalho não se resume apenas às habilidades técnicas, as chamadas hard skills. Pois, as competências socioemocionais são essenciais para o crescimento do profissional no local de trabalho. 

Em geral, essas, também conhecidas como soft skills, são uma combinação de traços de personalidade, atitudes e aptidões sociais. Tais habilidades permitem que as pessoas se comuniquem, colaborem e gerenciem conflitos de forma eficaz.

Logo, o treinamento de soft skills ajudará sua organização a construir sua cultura corporativa sólida e a melhorar os relacionamentos no local de trabalho. Nesse sentido, essa oportunidade pode abranger tópicos como:

  • Escuta ativa;
  • Comunicação assertiva;
  • Trabalho colaborativo;
  • Flexibilidade;
  • Falar em público.

5. Treinamento de Produto ou Serviço

O treinamento do produto ou serviço pode fazer parte do seu programa de integração, ou, ainda, do treinamento de hard skills contínuo. Como o próprio nome sugere, o objetivo é treinar os colaboradores sobre os produtos ou serviços que eles representam, a fim de garantir uma boa impressão e autoridade.

Além disso, oferecer essa oportunidade aos colaboradores antigos, os mantém atualizados sobre novos produtos, serviços ou recursos que a empresa pode oferecer a seus clientes. Você pode treinar seus funcionários periodicamente com cursos presenciais ou usar uma plataforma virtual para fazer isso com mais facilidade e por um custo mais baixo.

6. Treinamento de Gestão e Liderança

Os colaboradores podem crescer e alcançar posições novas e superiores na organização. Por isso, para prepará-los para um cargo de liderança, a empresa pode oferecer treinamentos voltados ao desenvolvimento das competências necessárias à função.

Em geral, esses treinamentos demandam um processo maior de planejamento e execução. Primeiro, a empresa precisa identificar quais profissionais têm forte potencial de liderança. Para isso, o RH pode utilizar, como critério, as contribuições dos colaboradores ou a senioridade. 

*

Pronto, agora você conhece os principais tipos de treinamento de colaboradores. 

Como vimos, existem diferentes tipo de formações, de forma que é fundamental ter em mente qual estilo se adapta às necessidades da sua empresa para tomar as decisões certas e alcançar os melhores resultados.

Seu RH pode propor o programa ideal de treinamento, identificando as necessidades mais urgentes em sua organização. Por exemplo, o objetivo é expandir e receber novos colaboradores na empresa? Então, a orientação e o treinamento onboarding devem ser seu foco. 

Faça um diagnóstico das fragilidades dos colaboradores face aos propósitos da empresa e certamente fará a melhor escolha. Lembre-se, cada vivência positiva dos seus colaboradores contribui com a atração e retenção de mais talentos do mercado!

Deseja aumentar a credibilidade e o valor da marca empregadora da sua empresa? Conheça as soluções que o ATS da Talentbrand pode oferecer à sua empresa! Agende aqui uma demonstração!

Social

INSTAGRAM

LINKEDIN